Banner-Study-in-Mendoza-ParaWeb-MARINO

 About Mendoza

    • Área: 148.827 km2
    • População: 1.741.610 habitantes
    • Taxa de alfabetização: 97,8 %
    • Produto bruto geográfico: U$S 14.483 milhões
    • Taxa média anual de crescimiento 2003-2011: 8,3%
    • Taxa de desemprego: 4,7%

Bem-vindos a Mendoza!

Mendoza se estende por um vasto território no Centro-Oeste da República Argentina e ao pé da Cordilheira dos Andes, a mais alta de América e lar do Aconcágua. Mendoza tem uma conexão privilegiada. Pode-se chegar de avião ou por terra pelas rotas 40 e 143 que atravessam Mendoza de Norte a Sul, e pela rota 7, o corredor bioceânico, que percorre o país de Este a Oeste e conecta Buenos Aires com Santiago de Chile. Há dois passos internacionais terrestres e de fácil acesso que comunicam Mendoza com a República do Chile.

CLIMA PRIVILEGIADO

O clima é agradável, temperado e com escassas chuvas. O sol  acompanha Mendoza durante o ano todo e é um atrativo a mais.

O verão é cálido e úmido, é a estação mais chuvosa, com temperaturas médias acima dos 25 °C. O inverno é frio e seco, com temperaturas médias acima dos 8 °C, geadas noturnas ocasionais e escassas precipitações. A queda de neve e água-neve são pouco comuns, costumam acontecer uma vez por ano, embora com pouca intensidão nas zonas mais altas da cidade.

Essas condições climáticas, e a existência de rios de degelo da cordilheira, fizeram com que os sonhos e o trabalho esforçado e persistente de homens e mulheres transformassem um solo desértico em belos oásis urbanos e rurais, onde é agradável viver e passear.

ACESSO E CONECTIVIDADE

Vias de acesso aéreas: Aeroporto Internacional: + de 170 vôos semanais É possível acessar a província de Mendoza por meio de vôos aerocomerciais, diretos (sem troca de avião), desde as seguintes origens:

Buenos Aires: 13 vôos diários

Santiago de Chile: 1 vôo diário

São Paulo: 1 vôo diário

Córdoba: 2 vôos diários

Neuquén: 1 vôo diário

Rosario: 1 vôo diário

Salta: 3 vôos semanais

Bariloche: 3 vôos semanais

Iguazú: 3 vôos semanais

San Juan: 5 vôos semanais

Vias de acesso terrestres: + 1130 arribos semanais internacionais e nacionais

 

HOSPEDAGEM

29.071 praças hoteleiras de 5*, 4*, 3*,2*,1* e Apart Hotels. Mendoza possui uma ampla oferta de hotelaria e hospedagem: hotéis 5 estrelas de reconhecidas cadeias internacionais, assim como apartamentos de aluguel temporário, apart hotels e hostels com serviços internacionais e reconhecidos pelo turismo mundial.

CARACTERISTICAS e INFRAESTRUTURA

A capital mendocina foi fundada em 1561. A primeira cidade velha, ou Cidade de Barro por suas construções de adobe, ficou em ruínas depois do devastador terremoto de 1861, erigindo-se mais tarde a nova cidade ao Oeste daquela, junto ao pé da cordilheira, tendo como eixo divisor de ambas a atual avenida San Martín.

A metrópole mendocina caracteriza-se hoje por ser uma cidade – bosque com singulares arvoredos que regalan cotidianamente sua sombra e suas cores, em troca da água prezada que lhes aproxima a rede de acéquias centenárias. A memória de huarpes, crioulos e imigrantes fica refletida nessa tradição cultural, única  no país.

É uma das cidades mais importantes da República Argentina, ponto estratégico do desenvolvimento socioeconômico do MERCOSUL e vínculo com o Chile. Também é conhecida como a “terra do sol e do bom vinho” ou como o “berço da liberdade argentina”, onde o Gral. San Martín gestou os ideais de liberdade latino;americana e formou o Exército dos Andes.

Possui uma matriz produtiva diversificada e concentra as principais atividades produtivas do Oeste argentino. Situa-se entre as províncias de maior desenvolvimento relativo do país, destacando-se pelo seu capital humano, infraestrutura e recursos naturais.

Mendoza caracteriza-se por sua produção agrícola e a industrialização de matérias primas como videira, frutos e legumes. Pela qualidade de seus vinhedos e a incorporação de tecnologia de vanguarda é líder mundial na elaboração e comercialização de vinhos.

Mendoza é o centro vitivinícola da América do Sul, e como tal produz e exporta vinho a numerosos países, fundamentalmente sua variedade distintiva, o Malbec. Também é grande produtora de cabernet-sauvignon, sauvignon blanc, sirah, tempranillo, merlot, chardonnais, semillón, chenin e bonarda. Através das excursões “os caminhos do vinho” pode-se desfrutar dessa aliança entre o turismo e aqueles vinhos que o trabalho incansável lhe arrebata à terra nos oásis mendocinos. Mendoza define o “bom viver” com vinhos degustados em ambientes distendidos e amigáveis, com vista aos vinhedos.

Na campina mendocina misturam-se os aromas das uvas, as cerejas, os pêssegos e uma ampla gama de legumes e frutos silvestres. Os sentidos se embriagam, e ao ritmo palpitante da degustação de vinhos e azeites, a calidez desta terra visita o coração do turista, para ficar.

A isso soma-se a indústria metalmecânica, o setor da construção, o comércio e os serviços, assim como o desenvolvimento das tecnologias da informação e comunicação. Suas belezas naturais junto à infraestructura hoteleira e de serviços de alto nível fazem dela um destino turístico de excelência. As atividades relativas ao petróleo, à mineração e à energia são também relevantes na matriz produtiva de Mendoza.

Mendoza, de perfil exportador, tem sido receptora de importantes investimentos turísticos e vitivinícolas que  permitiram impulsar seu crescimento. *Foro Econômico Mundial sobre América Latina 2012.

EDUCAÇÃO 

Mendoza conta com 8 universidades, 7 institutos universitários, 74 institutos de educação superior e mais de 2.700 escolas de nível inicial, primário e secundário. Cabe destacar que 2 universidades são nacionais, públicas e gratuitas e as 6 restantes são de gestão privada. Depois de Buenos Aires, Mendoza é a província argentina com maior quantidade de universidades particulares do país.Estas universidades oferecen o 98% dos cursos da oferta educativa argentina para mais de 70.000 alunos por ano.

MENDOZA, UNICA

Nossa cidade de Mendoza, nomeada no 30 de outubro de 1987 Capital Internacional do Vinho pela OIV, e também designada 8ª Capital Mundial do Vinho, faz parte de uma rede mundial junto a outras famosas cidades vitivinícolas como Bordeaux ou Florencia, entre outras, fato que coloca os vinhos mendocinos em uma inmelhorável posição no mundo, sendo sua variedade insígnia o “Malbec”. Além disso, a cidade posicionou-se entre as 28 cidades mais votadas do concurso “New 7 Wonders Cities”.